5 de junho.

Aí nessa foto foi dia do meu 1o aniversário. Eu tinha 5 anos. Todos os meus amiguinhos estavam lá. Eu chorei porque não sabia cortar o bolo. Meus pais estavam lá.

Muita coisa mudou de lá pra cá. Outras nem tanto (eu ainda não sei cortar bolo de aniversário). Muita coisa eu aprendi de lá pra cá e esses dois aí da foto são totalmente responsáveis pelo que eu me tornei ao longo desses 20 anos. Eu escrevo porque eles me fizeram ler. Eu gosto de ler porque eles me ouviam recitar poeminhas. Eu amo boa música porque eles me ensinaram ouvir de tudo. Eu falo pelos cotovelos porque eles me ouviam e riam das minhas idiotices. Eu homenageio pessoas porque eles liam minhas cartinhas e sempre me disseram o quanto eu sou importante e única pra eles. Eu sou pegajosa porque eles nunca rejeitaram meus carinhos. Eu respeito meus líderes e superiores porque eles me ensinaram o que é hierarquia, submissão e educação. Eu amo a Deus porque eles me ensinaram a amar, honrar e depender de um amor maior que o deles, maior que eu. Meus pais estavam lá. Eles sempre estiveram todos esses anos. Eles estão hoje. Eu sou grata à eles por isso, por tudo, por esse dia. E sou grata à Deus por eles, por minha família, valores e princípios. Eu não sei quantos anos você que está lendo isso tem hoje, mas seja grato. Honre seus pais, isso é uma arma poderosa contra a falência do seu futuro. Valorize sua família, eles vão estar lá quando ninguém mais estiver. E, se você não tem essa família, queira ser a família de alguém e seja o melhor que puder ser. Ame de palavras, de Facebook, de foto no Instagram, mas lembre-se que atitudes marcam ao passo que muitas palavras se perdem; o contato físico e os detalhes nunca serão substituídos pela retina ou amoled. Seja grato.
Há 10 anos atrás eu sonhava casar a partir desse ano. Há 4 anos atrás eu casei. E caso não tenham te dito, esse  é o lance de depender de Deus: ele é quem está no controle. Seus sonhos nem sempre vão se realizar no seu tempo, mas quem te disse que não serão melhores? Eu sou grata ao meu amor por ter estado ao meu lado até aqui, por me fazer ser uma pessoa melhor, por me amar apesar das minhas “doçuras” e travessuras. Eu sou grata à Deus por um amor que é a extensão do Seu; por uma vida que ensina minha vida. Meu amor tem nome, cheiro, gosto, antipatia, loucura e imperfeição. Meu amor veio inteiro pra mim porque quando eu sou metade ele me preenche e me ajuda a repor. Meu amor me ama de um jeito único, ímpar e pessoal. Eu não sei se você tem um amor. Se tiver, seja grato. Honre seu amor, isso é uma arma poderosa contra a falência do seu futuro. E se você não tem, seja o amor na vida de alguém, para além de um relacionamento conjugal, seja companheiro, amigo, inteiro. Seja grato.
Nesse tempo todo eu conheci uma porrada de gente: boa, ruim, soberba, humilde, de cara fechada, de sorriso largo. Muitos desses eu amei, outros suportei, alguns convivi e outros me fizeram viver, ser e permanecer. Muita gente eu ouvi, com outros falei, de alguns me aproximei e outros me distanciei. Uns tantos fizeram morada, se fizeram casa, tem nome de amigo, abraço de irmão. Eles, os de verdade, me amam como eu sou: desatenta, avoada, “nem aí”, eles não reparam no que eu faço pra ter certeza de que gosto deles porque eles sabem que são amados. Cada um deles é único, com cada um deles me relaciono de forma diferente, às vezes faço questão de demonstrar isso porque o valor de uma amizade é algo que tem sido esquecido  em nossos dias. Os amigos são realmente presente de Deus, eles te trazem raiva, preocupação, desesperos, alegria, confiança, esperança e alento; eles surpreendem, encantam e são assustadoramente essenciais. Eu sou grata à Deus por meus presentes. Os meus amigos são os melhores, não porque eu mereço, mas porque essa é a graça da amizade: laços além do sangue amarrando pessoas por vezes diferentes, mas com um propósito comum, ser o melhor que puder ser na vida de um outro alguém. Honre seus amigos, isso é uma arma poderosa contra a falência do seu futuro. Se você tem muitos, sinta-se privilegiado, mas saiba com quantos você realmente pode contar. Se tem poucos, cultive-os, para que não lhe faltem e nem se percam. Seja grato.
Nesse dia da foto eu chorei porque não sabia cortar o bolo. Ontem, eu chorei porque as redes sociais não tem cheiro, nem abraço forte, e tanta gente não tava aqui, juntinho, colado. Não faz muita diferença 30km ou 200km, quando se deseja estar perto de alguém. Chorei porque as mudanças da vida nem sempre nos fazem mais resistentes às lágrimas, pelo contrário, parece que ficamos mais sensíveis à tudo. Ontem eu chorei com tantas demonstrações de amor, de carinho, de gratidão. Eu sou grata. Não chorei porque estava triste, mas porque minha alegria transbordou, virou choro, virou riso, virou esse texto aqui. Chorei porque acho impossível agradecer a Deus por esse dia, por todos esses anos, por todas as pessoas e coisas e não se emocionar. Deus é bom. Sempre bom. De todo bom. Eu sou grata. Deus é amor, paz, alegria, esperança, força, graça que enche, preenche e transcende. Transcende o natural, o físico, o óbvio. Eu vejo Deus em mim, na minha vida, na minha família, nos meus amigos, no meu trabalho, em tudo ao meu redor. Eu sou grata. Honre a Deus, isso é uma arma poderosa contra a falência de todos os seus dias, de hoje à eternidade. Seja grato, porque Deus é bom e seu amor, cuidado e graça são refletidos em tudo o que você cultiva e cativa.
Ontem foi mais um dia de graça, de tudo o que não mereço, recebi em abundância. Pela vida que tenho, ganhei muito mais do que pedi!
Obrigada Deus! Obrigada família! Obrigada meu amor! Obrigada meus amigos! Obrigada você que leu tudo isso, rs! Obrigada!
Que eu não me esqueça: eu sou responsável por tudo o que cativo, por tudo o que me importa, por tudo o que recebi de Deus.
Que eu não me esqueça: o coração enxerga nítido e sem manchas, os olhos não vislumbram o essencial.
Que eu não me esqueça: as maiores alegrias se escondem nas coisas mais simples e nos dias mais normais.
Que eu não me esqueça: só o amor constrói pontes indestrutíveis e é válido acreditar no que é dito com o coração.
Que eu não me esqueça: eu preciso, você também, todo mundo precisa de alguém.
Que eu não me esqueça: Deus é sempre bom. Deus é sempre Deus!
Nunca foi sobre ter, mas sobre ser.
É humano, mas é também espiritual.
“Seja luz, seja sal, seja você versão original!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s