Eterno

Eterno.

Viver para se eternizar.

Bonito é ser eterno.

Porque o que é eterno sobrevive em meio a morte, subsiste na lembrança, na memória, na vida.

Eterno.

Nunca finda, nunca se esquece, é constante, incessante, imutável, inalterável.

Bonito mesmo é ver alguém se tornar eterno.

Quando o físico se vai. A matéria. Quando se volta ao pó.

Vida.

Viver para perdurar nos corações.

Essa vida é diferente demais do que a gente pensa, ou espera.

Ela ensina, presenteia, alegra, desaponta, faz chorar. Passa como um vento, rápida e sorrateira, e, num piscar de olhos tudo transforma.

Transformação.

Quando o riso vira dor, alegria vira pranto, uma vida vira saudade.

Saudade.

Bonito é sentir saudade. A gente só sente falta do que é bom, do que significa, do que cativa.

Cativar.

Criar laços, já dizia a raposa. Deixar marcas de dias felizes e experiências inigualáveis. Bonito é quem, além de cativar, cultiva.

Cultivar.

Fazer nascer, criar, manter.

Bonito é quem semeia para a eternidade.

Bonito é gente que se faz grão de trigo.

Bonito é viver e não ser só.

Bonito é produzir frutos mesmo depois que o físico se vai, que a matéria vira pó.

Bonito é morrer e continuar existindo, vivo e pulsante nos corações e na memória.

Bonito é viver para gerar sonhos, ensinar trilhas, conduzir vidas e glorificar o que era antes de tudo, o que eterniza nossa existência aqui, o que torna o fardo em algodão, o que enxuga as lágrimas que nossa falta traz, o que é a certeza que tudo isso vai ter fim mais tarde, o Eterno.

Ele vive, seu amor constrange, seu espírito consola, sua vida nos garante: aqui é só uma parte do todo, a gente fica bem, tudo vai passar.

Nós choramos diante da morte, diante da perda, diante da dor, diante da saudade. Mas há consolo para o que chora, esperança para o que perde, alento para o que sente dor, e uma certeza pra toda saudade: o que é eterno subsiste, aqui é só uma parte do todo.

Há exatamente um ano atrás eu chorava o choro de uma família inteira. A perda me ensinou que em Cristo nós podemos superar todas as coisas, a vida segue, a gente sente, mas sobrevive. E como diz a canção, porque Ele vive, a gente pode crer no amanhã, no reencontro, na eternidade. Eu vi essa família crescer tanto em graça, eu vi eles se reerguerem e juntarem seus pedaços com tanta doçura e amor, se tornando exemplo de fé e confiança. Eu aprendi com eles que maior que a dor de perder quem se ama, é a certeza de que a eternidade aguarda aqueles que vivem para a glória de Cristo e se eternizam nos corações por graça, amor e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s