Retrocesso 1

Algo entre 2008/2009

Sempre fui muito cética quando o assunto é amor, ainda mais quando tal assunto é direcionado a mim.

Nunca fui muito defensora dos contos de fada que sempre começam com “Era uma vez…” e terminam com “…felizes para sempre!”, mudando em sua maioria apenas os personagens, ou melhor, seus nomes. Sempre preferi o inusitado, o perigoso, o escondido, desafiador, histórias com um pouquinho mais de drama!

Óbvio que não nego minha adolescência, meus lindos 13 anos onde eu imaginei encontrar o perfeito, o ideal, a metade da laranja. Mas não posso deixar de afirmar que como a grande maioria das garotas eu procurei o cesto de lixo mais próximo depois do primeiro ou segundo buraco em que meti o pé.

Porém, existe algo chamado tempo, esse cara que se encarrega de nos fazer viver um ciclo metamorfósico onde nossas idéias e opinioes sobre diversos assuntos (inclusive o amor) acabam por mudar conforme as coisas vão acontecendo em nossas vidas.

É bom cuidar de si mesma, mas é bem mais divertido quando se tem a quem chamar; é bom não ter que dar satisfações, mas isso te traz a  falta de ter pra quem voltar.

Há tempo para tudo, sim! A vida nos farta de oportunidades e cabe a nós decidir qual o momento ideal para aproveitá-las, bem como fazer o melhor que podemos com cada uma delas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s